25 de ago de 2013

Resenha: A Estrada Da Noite




Estava arrumando meus livros e decidi trazer a resenha do livro "A Estrada Da Noite", que eu já venho prometendo desde que ganhei ele......

" Título: A estrada da Noite

 Título original: Heart-Shaped Box

 Autor: Joe Hill

 Editora: Arqueiro

 Nº de páginas: 254

Sinopse: Uma lenda do rock pesado, o cinqüentão Judas Coyne coleciona objetos macabros: um livro de receitas para canibais, uma confissão de uma bruxa de 300 anos atrás, um laço usado num enforcamento, uma fita com cenas reais de assassinato. Por isso, quando fica sabendo de um estranho leilão na internet, ele não pensa duas vezes antes de fazer uma oferta.
"Vou ´vender´ o fantasma do meu padrasto pelo lance mais alto..."
Por 1.000 dólares, o roqueiro se torna o feliz proprietário do paletó de um morto, supostamente assombrado pelo espírito do antigo dono. Sempre às voltas com seus próprios fantasmas - o pai violento, as mulheres que usou e descartou, os colegas de banda que traiu -, Jude não tem medo de encarar mais um. Mas tudo muda quando o paletó finalmente é entregue na sua casa, numa caixa preta em forma de coração. Desta vez, não se trata de uma curiosidade inofensiva nem de um fantasma imaginário. Sua presença é real e ameaçadora. O espírito parece estar em todos os lugares, à espreita, balançando na mão cadavérica uma lâmina reluzente - verdadeira sentença de morte. O roqueiro logo descobre que o fantasma não entrou na sua vida por acaso e só sairá dela depois de se vingar. O morto é Craddock McDermott, o padrasto de uma fã que cometeu suicídio depois de ser abandonada por Jude.  

                                  "Como podem os mortos ter destinos?" 
 Como todos vocês sabem eu amo ler, amo livros, e quando me enviaram ( uma pessoa muito especial, eu falo sobre isso depois u.u ) esse livro de presente  eu não sabia muito o que esperar da sua historia nem mesmo se sentiria aquela convicção para ler ele, mas assim que o peguei e li sua sinopse ele já me deixou com necessidade de abrir e lê-lo naquele momento e quando vi que ele estava na lista dos mais vendidos de New York Times eu fiquei bem mais interessada em começar o mais rápido possível a ler ele. Ele é do tipo de literatura que mais me atrai um suspense misturado com terror (apesar que leio qualquer tipo de livros,livros são a perfeição *-*) quando notei que o autor era filho de um dos meus autores favoritos (Stephen King
ai sim que eu pirei mesmo rsrs , quando comecei a ler ele não vou mentir para vocês, não teve nenhuma se quer pagina que não tenha me interessado todo o livro, não teve nenhuma parte chata ou que lhe de dor de cabeça ao ler, nenhuma mesmo!


Ele simplesmente é tão bom que você não consegue parar de ler, mesmo com sono você continua lendo,  eu o li em um dia vocês tem ideia do que é ler um livro de 254 paginas em um dia? rsrs pois é gente eu não consegui desgrudar dele, cada pagina que eu lia me dava vontade de ler e ler mais e mais, o que mais eu gostei nele e achei super interessante foi a morte da Anna, que durante grande parte do livro o Jude acredita que ela se matou por conta dele, pelo menos foi isso que o Craddock fez ele acreditar desde que o palito chegou em sua casa, mas na verdade ela não tinha se matado e quando Jude descobriu isso nossa eu fiquei sem entender nada também porque como ele estava acreditando na morte dela por sua causa durante grande parte da historia eu também estava. Quando a Anna através de um tabuleiro que a Marybeth tinha, fala para o Jude "Porque você é tão burro?" (na pag. 156 ) ai sim eu compreendi tudo e o Jude também. Bom gente eu realmente AMEI esse livro, ele tem uma história de terror, mistério e suspense que nos faz ansiar pela próxima página. 
O livro conta a estória de um ex-vocalista de uma banda de rock, que tem uma inusitada coleção de coisas estranhas – que vão desde crânios à confissões de feiticeira -  e que interessa-se por um velho terno que está à venda na internet. Na verdade, Jude não queria o terno em si, mas a promessa de que o mesmo viria com um morto (o dono do terno que havia morrido pouco tempo atrás).
Não acreditando muito na lenda do terno, Jude o adquiri somente por curiosidade, mas o que ele não esperava era que seus piores temores estavam perto de concretizar-se. Coisas estranhas começam a acontecer. O assistente de Jude demite-se, ele começa a receber estranhas ligações, coisas sobrenaturais começam a acontecer em sua casa, e somente ele pode ver o velho esquelético, dono do terno, o ameaçando para onde quer que ele fosse. Sua namorada, Geórgia, a princípio não acredita muito naquela história, até o morto começar a intervir também na sua vida. Eles tentam buscar respostas, queimar o terno, mas nada que eles façam (queimar, enterrar ou até mesmo devolver o terno para seu vendedor) faria o morto sair das suas vidas. O morto era dele, ele pagara para tê-lo. 
Mas revelações começam a acontecer. Jude descobre que o fantasma, era na verdade o pai da sua ex-namorada, que veio para buscar vingança nos fazendo acreditar que é por causa da Ana sua filha adotiva que ele diz que teria se suicidado porque Jude a havia expulsado de casa. 
Não tenho alternativas, Geórgia queima o terno, o que não resolve o problema, e os dois decidem partir para a estrada, levando consigo seus dois cachorros, que tinham uma alma negra misteriosa, à qual era a única coisa temida pelo fantasma.
Os acontecimentos e a forma como os mesmos são narrados é de tirar o folêgo, mas o livro tem uma temática bem densa e pesada, e não é qualquer um que está apto a lê-lo, ele tem cenas fortes que mexeram emocionalmente comigo – se você curte essa temática de livro horror/suspense, ‘ A estrada da noite’ é um prato cheio.
Enfim eu super indico a obra gente.  O Joe Hill tem tudo para ser o grande novo mestre do terror.

Nenhum comentário:

Postar um comentário