4 de dez de 2014

Como Agir: Quando os pais não aceitam que a filha(o) decidiu namorar(a)

Oi meus amores, tudo bom com vocês? Hoje eu estou trazendo uma categoria que eu não falo a muito tempo né? Bom relembrando como essa categoria funciona, eu vou selecionar as situações ou problemas, e vocês podem me enviar ideias sobre o novo tema por e-mail ou me enviar na página do blog ou até mesmo nos comentários. Eu e mais três ou quatro pessoas vamos dar nossa opinião  de como agir sobre esse tema. Então para começar o nosso primeiro post da nova categoria eu escolhi o tema: Como Agir: Quando os pais não aceitam que a filha(o) decidiu namorar(a).

É meio complicado, situações que envolvem os pais e relacionamentos de forma separada já é complicado imagina os dois juntos? Bom acredito que tudo tem que se resolver em conversa, pois tudo pode se resolver em uma boa conversa principalmente se for com os pais. Eles são pessoas importantes na nossa vida né ? Eles tem que entender que nós sempre vamos amar eles que não importa o que aconteça, mas eles também tem que entender que não somos crianças e é exatamente nessa conversa que vamos mostrar como somos maduras sabe? É complicado se os pais não querem conversa né? Não querem nem ouvir a parte da filha(o),  quando querem o que eles querem e ponto, isso sim é complicado, como eu disse eu acredito que tudo pode se resolver em uma conversa então meu ponto de vista é que os pais tem que sentar e conversar com sua filha(o) e conversar, sem discussões ou julgamentos, sem gritos ou brigas sabe? Porque brigas e gritos só fazem magoar mais então o que custa parar de briga de grito e conversar? É isso.
GABRYELLA ALVINO, 18 anos. 

No meu caso sempre foi fácil e quando não era, eu meio que dizia “eu vou namorar, se vocês não aceitarem, eu namoro escondido”. Com isso passei grande parte da minha vida namorando e sinceramente? Me arrependo, pois hoje vejo o quanto poderia ter aproveitado o tempo solteira e não aproveitei. O meu atual namorado é bem sem noção muitas vezes, então logicamente que meus pais não aceitam. Eu confesso que não sei lidar muito bem com isso.. as brigas são constantes com meus pais, eles se intrometem ao máximo no meu namoro, mas não chegam ao ponto de me proibir de sair, apesar de já terem tentado proibir. Hoje eu só escuto e tento ignorar, mesmo que por dentro seja dolorido desobedecer meus pais.
CAROL PORTO , 23 anos. (Blog)

Acho que se meus pais não aceitassem um namorado meu, eu tentaria conversar, entender porque eles não o aceitam. Porque tem que rolar um dialogo primeiro, né, as vezes a gente consegue resolver na base da conversa. Mas caso eles continuem não aceitando e eu realmente gostar da pessoa acho que eu continuaria namorando mesmo assim. Sempre rola uma chance de dar aquela namorada escondido, né? Pelo menos até os meus pais consentirem com o namoro.
RAYANA AGUIAR, 20 anos. (Blog)



Bom na realidade falar desse assunto pra mim é fácil pois vivenciei ele durante a minha adolescência inteira , por vários motivos meus pais nunca apoiaram nenhum namoro que eu tive, motivos esses que não me cabe citar pois são muito pessoais e acada namoro foi um caso e uma historia diferente, então eu ficaria o post inteiro contando kkk mas resumindo, vou falar do meu atual namoro, meus pais não aprovaram ele e eu venci na insistência,primeiro porque sou uma mulher feita e fiz eles entenderem que era o que eu queria pra mim e eles aprenderam a respeitar,mas na adolescência não foi assim, e eu fiz a burrada de namorar escondida, não aconselho ninguém a fazer isso, mas é o que acaba acontecendo não é mesmo, bom eu acho que o que se deve fazer em situações assim e ter paciência e conversar muito, tente provar pro seus pais que você é madura o suficiente e que realmente sabe o que está fazendo, querendo ou não os pais só querem nos proteger, pense nisso também, isso é uma coisa que eu gostaria de ter falado pra Jessica com 15 anos hihi, agora falo pra vocês, espero ter ajudado e confortado alguém ai! 
JESSICA ALVES, 23 anos. (Blog)

Eu acho que a proibição de namoro vinda dos pais é uma coisa muito complexa. Confesso que quando comecei a me interessar pelos carinhas nem passava pela minha mente contar para a minha mãe. Ela só ficou sabendo sobre o meu primeiro namorado porque ele me pressionou muito para contar e acabou que ela não reclamou, porque entendia que eu sabia o que estava fazendo. Acho que se o pai proíbe é por que ele sabe que a filha (ou filho) não está preparado para aquele tipo de relacionamento, entende? Claro que existem pais que acabam puxando a rédea demais e não deixam os filhos viverem. Porém, muitas vezes, quando existe a proibição, na verdade os pais estão querendo proteger os filhos de algo. O diálogo é sempre a melhor opção. Conversei muito com a minha mãe sobre meus namoros, mas isso não me impediu de, a cada novo namorado, ficar com receio de falar com ela. Chega a ser normal. Sei lá, eu acho que se o filho mostrar responsabilidade os pais irão acabar aceitando o namoro quando ele vier.

BARBARA SÁ,   19 anos. (Blog)

4 comentários:

  1. Ahh que lindo :3 Ficou perfeito o post flor, adorei ter participado! Seu blog é muito bonito também (adoro fundos diferentes e escuros e o seu me chamou muito a atenção). Boa sorte com essa nova categoria e sempre que precisar pode contar comigo :D Grande beijo!

    Mutações Faíscantes da Porto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz por você te aceitado participar, e da minha parte está sempre convidada a participar dessa categoria <3
      Obrigada *---*
      Grande Beijo :*
      #AmoSeuBlog

      Excluir
  2. Que linda vc flor, adorei o post e amei participar! Obrigada mais uma vez pelo convite!
    Um super beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. <3 Por mim vcê está sempre convidada a participar flor *-*

      Excluir