20 de ago de 2014

Calma coração

Essa coisa de ficar desligada por alguns segundos e até minutos sempre foi normal pra mim, essas coisas de ser confusa e mesmo assim saber o que quero também sempre foi algo normal pra mim, porém isso de me pegar pensando em alguém varias vezes no dia e sentir saudades e demonstrar isso, bom isso não é e nunca foi normal para mim! Na verdade foi um dia, a muito tempo atras, não me lembrava da sensação de gostar de alguém assim, não me lembrava mais da sensação que era apenas trocar olhares e saber exatamente o que o outro quer, não me lembrava mais como era andar de mãos dadas por ai com alguém que eu realmente queria estar fazendo isto. Se for parar para pensar a ultima pessoa na qual eu quis e senti tudo isso faz anos que saiu da minha vida e desde então não tinha me sentido assim com mais ninguém, não dessa forma.... Calma, calma não se anime tanto coração, não estou apaixonada pelo menos ainda não! Já que estou só eu e apenas eu junto a meu silencio aqui, não preciso esconder coisas, não de mim mesma, então sendo sincera encontrar e esbarrar com ele na minha vida está me fazendo um bem incrível, não imaginei que seria assim sabe? Quando o conheci não pensei que ele fosse conseguir quebrar a barreira que eu tinha criado a tanto tempo, na verdade não imaginei que iria conhecer alguém que conseguisse isto tão cedo. Ele não é como eu imaginava, na verdade ele é exatamente como eu imaginava, mas o que eu quero dizer é que a pessoa que eu imaginava que poderia conseguir abalar "minhas estruturas" não tinha nada haver com a pessoa que ele é! Ele é do tipo de homem "em extinção", ele é romântico, gosta de demonstrar o que sente, é carinhoso e cavalheiro e isso as vezes me irrita nele sabe? Acho que estava tão acostumada a não ter isto, acostumada com a ideia de que homens assim estavam extintos que acabo estranhando todo esse jeito. Esse jeito dele é bom, é ótimo na medida certa, eu sou aquele tipo de pessoa "grossa", não demonstro ou não gosto de demonstrar tudo que sinto, sou mais na minha, meu jeito de oferecer carinho as vezes é bruto, é meio complicado meu jeito sabe? E esse jeito dele se encaixou em mim, pra mim. Ele me fez andar de mãos dadas, eu não gosto disso, mas eu gostei com ele gostei de segurar na mão dele e saber que ele tava ali comigo... Lembrando calma coração isso é só um desabafo do que estava guardado nos meus pensamentos, não se anime muito não avance tão rápido em direção a ele, permaneça indo devagar. Oh droga! Meu coração ta começando a bater mais forte quando falo nele.... Droga coração, calma... calminha são só lembranças. Pra ser sincera não só meu coração está animado ao pensar nele, meus pensamentos também o que é uma droga porque isso me doa mais pra ele, tudo bem eu sei ele não precisa saber de tudo que se passa em meu silencio. Ando meia confusa por causa dele, mas como sempre eu sei o que eu quero mesmo com toda confusão.... O que eu quero? To querendo ele, só não quero agora tudo de uma vez, tudo rápido de mais, tudo rápido de mais me da medo da vontade de correr pra longe, eu to querendo ele só que devagar, aos pouquinho nas medidas certas.

                                                                          Escritora: Gabryella Alvino

Nenhum comentário:

Postar um comentário