22 de out de 2015

Minha Bagunça

Hoje foi difícil pra mim, eu não estava mais acostumada em me sentir assim eu passei tanto tempo tentando ocupar minha vida, passando tanto tempo ignorando ou tentando diminuir a realidade que eu quase não lembrava como era me sentir perdida nessa bagunça que eu sou. Hoje eu esperava conseguir ter um dia bom, a muito tempo não tinha tido um sonho tão leve e tão bom de se pensar, eu realmente achei que meu dia seria melhor que os outros que se passaram, mas na realidade o sonho só me ajudou a me perder dentro de mim, na minha bagunça de pensamentos. No sonho eu vivi a minha rotina de todos os dias, porém teve algo a mais, teve alguém nele que realmente transmitiu paz a todo o resto do sonho, lá eu apenas estava sendo eu mesma vivendo minha rotina o único detalhe que se difere da realidade, o "alguém", não é que eu quisesse estar envolvida em um relacionamento, não é isso, mais eu sinto falta de carinho, sinto falta de um toque, um pequeno gesto de afeto. Hoje foi difícil pra mim, hoje eu senti muitas dores, dores quase insuportáveis de aturar, e não apenas dor física a dor interior é a pior, para dor física podemos tomar remédio porém pra angustia, para a tristeza, para vazio ainda não inventarão os remédios. 

Eu tento ignorar essas sensações, eu tento não me abalar com minha própria bagunça, eu tendo não me perder no meio de tanta coisa e por um tempo eu até consegui, mas hoje foi difícil pra mim, hoje eu descobri porque eu tenho tanto receio em esquecer algumas pessoas, hoje eu realmente entendi o porque de ser tão necessário para mim ter que receber constantemente afeto, hoje eu descobri que eu não estou me sentido vazia por estar tentando esquecer, ou por qualquer outro motivo, eu simplesmente sou assim. Na minha cabeça meu medo era parar de sentir algo e não conseguir sentir isso de novo por ninguém, em nenhum momento da minha vida, mas o ponto é que eu simplesmente não senti, a realidade que eu vi hoje é que eu tinha medo por não sentir, e por não sentir eu senti demais. Hoje foi complicado pra mim, hoje eu me senti triste como a muito tempo não e sentia e a pior parte é que ninguém notou, a verdade é que quem notou na realidade não se importou, as pessoas só perguntam se você está bem só por educação, mas na maioria das vezes elas não se importam com a verdadeira resposta.

Eu me senti perdida hoje, eu estou perdida, a pior parte é que essa bagunça apenas eu posso arrumar. Eu só queria um pouco de paz, eu só precisava de um pouco da calma e paz que só tenho dentro dos meus sonhos, eu realmente preciso me organizar, fazer o vazio ser preenchido de uma vez, porque continuar assim  só faz eu me perder cada vez mais em mim. Eu estou mais confusa que o normal, mais estranha que o normal, é um sentimento estranho eu estou triste, chateada, desanimada, vazia, mas a culpada sou eu mesma. Eu sinto falta de carinho, de atenção e eu acho que é isso que me dói mais, a angustia de me sentir sozinha, porque apesar de tantas pessoas que me conhecem, nenhuma me proporcionou a paz que eu sonhei em ter, e eu acho que a culpada sou eu.

                                    Escritora: Gabryella Alvino

3 comentários: