4 de jul de 2016

Resenha: Eu Me Possuo


Título: Eu Me Possuo
Autor: Stella Florence
Editora: Panda Books
Páginas: 184









Eu me possuo conta a história de Karina, tímida dentista que se encanta com a vida noturna ao ajudar uma amiga em um bar, até que resolve se tornar empreendedora e abrir seu próprio bar. Na noite ela reencontra Gustavo, que a estuprou seis anos antes. No início com dificuldade, mas ganhando coragem – sempre orientada por sua sábia avó, Evelyn – ela confronta seu agressor, além de curar o próprio corpo justamente onde foi ferida, no sexo. Isso significa que a trama traz várias situações de amor e sexo narradas de forma elegante e sensual.

Eu Me Possuo é um livro extraordinário do inicio ao fim. Stella Florence a autora dessa obra, conseguiu nos passar durante a historia, lições de superação de uma maneira linda, ela conseguiu falar sobre um assunto tão pesado e polêmico de uma forma leve.

A historia é sobre Karina, como a sinopse já fala, o assunto do livro é o estupro. Inicialmente não é falado que a personagem principal sofreu abuso sexual, mas sim inicialmente mostra seus medos e as suas inseguranças, isso foi algo que realmente me prendeu, a Stella nos apresentou a Karina, nos apresentou sua vida, suas inseguranças,  sua rotina e sua historia. 
No decorrer do livro vemos a Karina superando seus medos e receios, aos poucos acompanhamos uma historia linda de superação. Karina não se achava bonita, tinha insegurança com seu corpo não só pela estética, mas sim principalmente pelo trauma que sofreu anos antes, e isso é principalmente o que acompanhamos na obra, vemos ela se libertar, ela passou a se amar mais e com isso ela se curou e superou seu passado.

No decorrer dos capítulos ela se apaixona, se entrega sem  medo para alguém, ela  sofre pelo mesmo motivo, ela supera e segue sua vida, conhece e se entrega para outras pessoas, se deixando sentir desejada e linda como ela é. Karina por um bom tempo apos sofrer o estupro se sentiu suja, culpada, de alguma forma ela achou que a culpa de tudo aquilo tinha sido dela, ela leva tempo para entender aquele ato, levou tempo para entender que sim ela havia sido estuprada e que de forma alguma aquilo tinha sido sua culpa.

Uma das partes que mais me emocionei foi a carta que ela escreveu para Gustavo , que foi o seu estuprador, ela escreveu tantas verdades, acredito que todo mundo deveria ler essa carta para entender que não existe apenas uma forma de estupro, entender que como ela citou "O fato de você desejar um homem não é o mesmo que desejar ser estuprada por ele". Entender que quem sofre o abuso sexual, não tem culpa e de nenhuma forma merece tal ato de violência.

" HOJE EU GOZO- NO SEXO E MUITO ALÉM DELE. E QUEM FORJOU A CHAVE PARA ABRIR MEU CATIVEIRO FUI EU. A FORÇA QUE HOJE ME HABITA É CRIAÇÃO MINHA. EU ME POSSUO, NINGUÉM MAIS."

Resumindo, eu estou apaixonada pelo livro, pela historia, e pela forma como a Stella Florence escreve, definitivamente preciso ler suas outras obras. 
A historia me prendeu de uma forma linda. É um livro realmente incrível, falar de algo tão  pesado de uma forma tão leve... Perfeito... Eu amei a Karina, a sua historia, e como ela consegue se libertar dos seus medos, receios, e principalmente do seu passado. 

Algo que me encantou dentro dos detalhes do livro, foi a dedicatória, a Stella foi tão delicada quanto foi durante toda a obra. 
O livro é lindamente cheio de detalhes, quando recebi ele, assim que vi a capa já me apaixonei, os detalhes são delicadas, a capa já passa aquela visão de liberdade dos medos, e do passado da Karina.
Eu queria por fim deixar aqui um recadinho para todos vocês meus amores, esse livro é uma linda inspiração de vida, para qualquer pessoa, seja quem sofreu abuso sexual ou não, esse livro nos dá uma visão, a visão certa que devemos ter sobre esse assunto, e sobre a vida, eu indico demais essa obra incrível, e com toda certeza irei ler novamente. 
Esse livro foi lindamente enviado pela editora parceira do blog, OASYS CULTURAL 



2 comentários:

  1. Gabryella, querida, obrigada por suas lindas palavras, elas me emocionaram muitíssimo. Você, com sua sensibilidade, acertou em cheio: o ponto alto do livro é a carta que Karina escreve à Gustavo Jota, ela é uma espécie de manifesto e de abraço em todas as vítimas de violência sexual. Como você bem apontou, eu quis que ela superasse o estupro no mesmo elemento em que foi ferida e quis criar um pannorama mais amplo da masculinidade, por isso há muito romance, amor e sexo no livro. Beijo grande e continue essa excelente leitora que você é! Stella Florence

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Stella, como já te disse antes, eu agradeço demais esse enorme carinho... Eu realmente me apaixonei pela sua obra, e como disse no post eu definitivamente tenho que ler outras obras suas, a forma que escreve passa emoção em cada palavra, nos prende a cada folha fazendo o tempo passar sem ao menos notar.

      Amei a forma que nos apresentou a Karina, amei principalmente o desabafo na carta que de certa forma como disse, é um manisfesto sim de todas as vitimas da violência sexual.

      Simplesmente apaixonada.... Beijo grande, e novamente obrigada pelo carinho enorme.... e parabéns por ser esta escritora incrível.

      Excluir