29 de ago de 2014

Somos apenas dois desconhecidos

Hoje lembrei de você, na verdade lembrei de como era bom ouvir a sua voz ao pé do meu ouvido, abri e fechei varias vezes suas fotos só para forçar um pouco a mente a lembrar de mais detalhes de você quando estava comigo. Não é a primeira vez que escrevo texto pensando em você, e acho também que possa não ser a ultima porem não faz diferença alguma, não tenho a intenção de que esse texto chegue ate você eu se quer penso na possibilidade de que você abra minhas fotos de vez em quando só para lembrar dos velhos tempos, quem sabe você faça isso quando esta perdido em lembranças assim como eu. Afinal quando tempo já faz? três anos? quatro? Já se passou todo esse tempo, e não como se eu não tivesse te esquecido, eu esqueci pelo menos da forma que deveria esquecer, eu apenas estou presa a lembranças passadas, pelo menos as lembranças que envolvem você! Seguimos nossas vidas, é claro que seguimos já se foram anos após nossa historia juntos, hoje eu estou com alguém que realmente gosta de mim, não que você não gosta-se de mim porem eu estou com alguém que me faz mais feliz do que eu imaginei que faria, alguém que eu estou amando aos pouquinhos, já você apesar de estar tão perto pouco sei da sua vida, ouvi rumores que estava com alguém a alguns meses  eu realmente quero que você seja feliz. Sei que seguiu sua vida muito bem sem mim nela, apesar da promessa que seriamos sempre amigos mas essa promessa nunca, jamais é comprida por alguém é? Não que eu saiba. Duas pessoas totalmente diferentes, duas vidas que um dia se cruzaram, e que por pura juventude se afastaram, bom pensando bem talvez tenha sido realmente isso que nós afastou eramos jovens de mais, pessoas com gostos totalmente diferentes talvez isso tenha nós atrapalhadona época, não tínhamos a mentalidade que temos hoje em dia, gosto de pensar que talvez você tenha esses momentos como eu sabe? Esses momentos de parar e pensar um pouco em mim. Me disseram uma vez que o primeiro amor e o primeiro namorado a gente nunca esquece, talvez seja isso sabe todos esses súbitos pensamentos que eu tenho de você as vezes, talvez seja por isso que de vez em quando ainda escrevo sobre você, talvez não de mesmo para esquecer o primeiro amor, o primeiro namorado e como você foi os dois pra mim, só em pensar que hoje somos apenas dois desconhecidos isso tudo soa mais estranho. Como já disse antes não é que eu não tenha te superado, não é que eu não tenha seguido em frente, eu segui depois de todo esse tempo e estou feliz, como já disse também não é que eu tenha a intenção que você leia tudo isso, pelo contrario isso nem passa na minha cabeça eu só escrevo para desabafar, e hoje especialmente me deu vontade de desabafar sobre você, acho que mais com a intenção de jogar pra fora  para sempre todos os pensamentos, e resto de sensações que eu tenho quando se trata de você, talvez de certo dessa vez. 

                                                                        Escritora: Gabryella Alvino

Nenhum comentário:

Postar um comentário