14 de jan de 2015

Essa angustia que mora em mim


Acho que fazia meses que não parava para escrever, na verdade não tenho motivos especiais para escrever ultimamente não sei o que anda acontecendo comigo sabe? As vezes parece que ó a tristeza traz a inspiração necessária mas isso é apenas uma ilusão pois se não fosse estaria escrevendo páginas e mais páginas. Não que eu esteja sofrendo em excesso, na verdade já passei por situações piores, mas estou passando por aqueles momentos que a unica coisa que bate é a tristeza e mais nada consegue te animar, nada anda conseguindo me tirar sorrisos realmente sinceros sem que eu precise me lembrar a todo momento que eu devo tentar sorrir para talvez ficar bem. Eu não me lembrava mais dessa sensação de solidão sabe? Fazia tanto tempo que não me sentia tão perdida, eu estava indo bem, conseguindo seguir em frente, sendo feliz e mandando todo o peso morto pra longe de mim, mas agora eu não sei o que anda acontecendo pois aquela vibração de tristeza anda voltando mais forte que antigamente, dessa vez eu me sinto mais perdida que das outras vezes e eu sinceramente não sei o que fazer, já tentei de tudo que fiz antes para me livrar de tudo isso mais nada adianta. Tenho medo de falar esses sentimentos que tem dentro de mim, medo que as pessoas não entendam e me julguem e achem que eu só esteja falando bobagens, que não entendam que o que passa dentro de mim é um furacão de sentimentos pesados que só me deixam mais e mais triste, mais e mais vazia. Não consigo dizer toda a angustia que eu passo que é como se eu estivesse presa dentro de mim, não sei explicar bem, na verdade é exatamente isso, é como se eu estivesse aprisionada dentro do meu propio corpo, dentro de mim, é como se meu verdadeiro eu estivesse preso dentro de varias camadas grossas de tristeza e angustia, então eu tenho medo de dizer isso a alguém e a pessoa me achar uma completa problemática, não que eu não seja é só que mesmo se eu for um pouco eu não preciso de ninguém me julgando sabe? Esses dias eu estava mais angustiada que o normal mais triste e acabei desmoronando e teve algo diferente do que era antigamente, eu nunca tive uma pessoa na qual eu gostaria de ouvir a voz, pelo menos não quando eu estou "desmoronando" só que dessa vez foi diferente eu só conseguia pensar em ligar para uma pessoa para poder ouvir a voz dela e tenta me acalmar porque além de tudo que estava na minha cabeça e em mim, toda aquela sensação de vazio, de buraco negro dentro do peito eu só conseguia pensar em ouvir a voz dessa pessoa. Então eu acabei quebrando as barreiras do meu medo e falei partes do que eu estava passando, e a única coisa que aconteceu foi o fato que como eu sempre tive medo, essa pessoa não entendeu os meus momentos de desmoronar, pedia pra eu parar de chorar e que tudo isso era coisa da minha cabeça e que eu tinha que parar, mas não entendeu que a única coisa que eu precisava era só ouvir a sua voz pra eu saber que essa pessoa estava lá por mim, mesmo que fosse para me ouvir chorar ou desabafar, só saber que estava ali por mim não importa pra que. Eu só não queria que essa pessoa agi-se como as outras, só queria que não me julga-se pelo que eu sinto e que só estivesse ali por mim, sem me julgar.

                                                    Autora: Gabryella Alvino
                                                         

4 comentários:

  1. Ja passei por momentos assim,fico prendendo tudo e não consigo falar para ninguém o que estou sentindo por que eles não entendem.

    www.garotadosuburbio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, isso é tão complicado :/ Guardar tanta coisa pra si e não conseguir desabafar :s

      Eu amo muito seu blog *-----*

      Excluir
  2. Olha eu sei bem como você se sente Gabryella, é uma angustia que não passa, as vezes até tentamos nos distrair com outros tipos de coisas, mais quando voltamos a real lembramos que essa angustia nunca passa. Bom como você abriu seu coração pra gente aqui no blog,acho que posso abrir o meu, espero que não importe.
    Passei por situações em minha vida que pensei que nunca mais fosse sair daquilo,chorei até a barriga doer por dias.Uma vez perguntei pra Deus,porque comigo? Porque eu estava assim? Porque ninguém me entendia?. Até que um dia sem conseguir mais suportar tudo aquilo, tentei cometer suicidio, claro que não deu certo.Mais todo dia eu tinha aquele pensamento '' tenho que ir embora,eu atrapalho a vida das pessoas, eu faço tudo errado ''. E o que mais complicava é que eu não conseguia desabafar isso com ninguém.O tempos foi passando minha familia entendeu o que acontecia depois de muito tempo, e procuramos uma ajuda.Hoje estou com 19 anos, na época eu estava com 16 anos, meu tratamento durou 2 anos. Mais uma coisa eu te falo Gabryella, confia em si mesma, tenha uma paz espiritual no seu ser, seu alma, porque medico nenhum pode curar nos totalmente. Seja positiva, procure pessoas positivas.Procure a felicidade nas coisa mais simples que as vezes passe despercebido nos nossos olhos. Ame alguém, faça da sua religião o amor. Esse e meu conselho pra ti linda <3
    http://thaienedasilva.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que não me importo de abrir seu coração aqui linda, sempre que quiser <3
      Fico muito feliz que essa situação tenha passado para você, mesmo viu flor. Esse negocio de não conseguir desabafar é tão complicado, as vezes é dificil lidar com isso, acho que além da angustia e tudo mais essa é uma das piores partes.
      É isso que estou tentando fazer, ser positiva sempre, procurar pessoas que atraem a felicidade pra mim. Obrigada linda, e volte sempre viu? *---*

      Excluir